top of page

Como se tornar um DBA?

Atualizado: 17 de jan.

A carreira de DBA (Administrador de banco de dados) é uma excelente opção para quem deseja trabalhar na área de TI, mas não necessariamente com programação, isso não quer dizer que às vezes a gente não precise colocar a mão na massa, dar suporte a desenvolvedores ou até mesmo criar rotinas que facilitam o nosso dia a dia. Como DBA, você será responsável por gerenciar, manter e otimizar os bancos de dados de uma empresa. É uma carreira desafiadora e estratégica, que exige conhecimentos técnicos e habilidades analíticas. Se você está interessado em começar a carreira de DBA, é importante ter algum conhecimento prévio em administração de sistemas e banco de dados. Além disso, é recomendável ter habilidades em resolução de problemas e análise de dados. Se você ainda não possui esses conhecimentos, é uma boa ideia começar estudando os fundamentos de administração de sistemas e banco de dados antes de se aprofundar em DBA.

Da mesma forma que programação, é muito comum as pessoas pensarem. Ok!? Por onde começar, o que estudar? Algo que imagino ser muito importante é pensarmos que nos tornarmos um DBA, estamos correndo uma maratona e não uma prova de 100 metros, então a paciência, dedicação e ir um pouco a cada dia será mais importante do que tentar aprender um monte de coisa de uma só vez. Pensando nisso, montei um roteiro de estudos que pode ajudar quem quer iniciar nessa profissão.


1. Modelagem de dados


Entender os conceitos básicos de banco de dados: neste passo, é importante compreender os fundamentos da modelagem de dados, como normalização e desnormalização, bem como os diferentes tipos de dados que podem ser armazenados em um banco de dados, como dados numéricos, texto, data e hora, etc. Também é recomendável estudar os diferentes sistemas de gerenciamento de banco de dados (SGBDs) disponíveis e suas características. Lembre-se, apenas conheça os SGBDs, agora ainda não é necessário se aprofundar em nenhum deles, basta saber que existem e qual a sua função, onde são mais utilizados.

2. Linguagem SQL


Aprender SQL (Structured Query Language): SQL é a linguagem utilizada para gerenciar os dados em um banco de dados relacional. É importante saber como criar tabelas, inserir dados, atualizar e excluir registros, bem como realizar consultas para recuperar informações específicas do banco de dados.


É sempre bom lembrar que essa é a principal linguagem utilizada para acessar e manipular dados em sistemas de gerenciamento de banco de dados (SGBDs) como MySQL, PostgreSQL, Oracle e SQL Server. Aprender SQL é fundamental para quem deseja trabalhar como DBA ou desenvolver aplicações que utilizam banco de dados. Portanto, atuando como DBA ou não, minha recomendação é: aprenda SQL e inglês, depois faço uma postagem falando apenas sobre isso.


3. Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD)


Conhecer os sistemas de gerenciamento de banco de dados mais populares: MySQL, PostgreSQL, Oracle, SQL Server, entre outros. A partir daqui, você já conhece os principais SGBDs de mercado, qual nicho eles atendem e chegou o momento de escolhe um para se aprofundar e estudar. Aprenda como instalar, configurar e gerenciar esses sistemas, bem como realizar tarefas comuns, como criar tabelas, inserir dados e realizar consultas.


4. Backup e recuperação de dados


Aprender sobre backup e recuperação de dados: É crucial saber como fazer backups regulares e como recuperar os dados caso haja algum problema. Isso inclui conhecer diferentes tipos de backups, como backups completos, incrementais e diferenciais, e aprender a recuperar os dados de diferentes fontes, como arquivos de backup e imagens de disco.


5. Otimização e desempenho


Aprender sobre otimização de desempenho: É importante saber como aumentar a velocidade de acesso aos dados e diminuir o uso de recursos do sistema. Isso inclui conhecer técnicas de otimização de consultas, índices e particionamento de tabelas.


6. Segurança de banco de dados


Estudar sobre segurança de banco de dados: É importante saber como proteger os dados contra ataques e invasões. Isso inclui conhecer técnicas de segurança, como criptografia, autenticação e autorização, bem como aprender como monitorar e detectar possíveis ameaças.


Além de seguir esse roteiro de estudos, é importante manter-se atualizado com as novas tendências e desenvolvimentos na área de banco de dados.


E agora, preparado para iniciar os estudos e colocar a mão na massa? Clique no botão abaixo e conheça alguns dos meus cursos (gratuitos).



38 visualizações0 comentário
Post: Blog2_Post
bottom of page